8 livros infantis sobre diversidade e inclusão para ler com o seu filho

8 livros infantis sobre diversidade e inclusão para ler com o seu filho

Compartilhe esse post

É na infância que valores como diversidade e inclusão devem ser apresentados às nossas crianças.

Ajudá-las a compreender que a sociedade é incrivelmente múltipla e bela é um legado importantíssimo que devemos deixar. E a leitura é uma prática muito útil nesse processo.

Por meio do lúdico das contações de histórias, os pequenos podem mergulhar em universos que ampliam neles o sentido de pertencimento, compreensão das diferenças e acolhimento.

Por isso, no nosso post de hoje, selecionamos estes 12 incríveis títulos infantis sobre inclusão e diversidade.

É para você ler com o seu pequeno e ajudá-lo a descobrir de forma lúdica todas as maravilhosas particularidades da vida.

Vem com a gente!

1 – Downtown

Downtown, de Noel Lang e Rodrigo Garcia. Editora Revan

“Blo tem uma namorada, muitos amigos e um disco favorito”. Esta frase tão singela nos apresenta Blo, um personagem criado pelos espanhóis Nöel Lang e Garcia para falar do universo de quem tem a Síndrome de Down.

Downtown é um HQ que desmistifica crenças erradas em relação às crianças coma a Trissomia 21.

Os autores nos mostram de forma lúdica e romântica, a natureza e o cotidiano de Blo, um garoto que mostra que a natureza humana é composta de universos particulares e cada ser é maravilhoso e único.

Uma obra que nos traz uma enorme sabedoria humanística em relação à Síndrome de Down, tratando a inclusão de uma forma muito singela.

2 – Malala, a menina que queria ir para a escola

“Malala, a menina que queria ir para a escola”, a jornalista Adriana Carranca

“Como assim uma menina não pode estudar?” Este é o pensamento que nos invade quando conhecemos a história da menina paquistanesa Malala Yosafzai.

Malala era apenas uma garota do vale de Swat que queria ter o direito ao conhecimento e à educação. No entanto, quando o grupo fundamentalista Talibã toma a sua região, é determinado que só os meninos poderiam ir à escola.

Malala passa a defender o direito das garotas de estudar e, por isso, acaba sofrendo um atentado em 2012. No entanto, a garota sobreviveu e, em 2014, ganhou o Prêmio Nobel da Paz.

A autora, a jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado e apresenta às crianças a história real dessa garota que é um grande exemplo para pensar a intolerância e os direitos humanos.

3 – Amoras

Amoras, primeiro livro de Emicida nos fala das coisas belas e simples da vida! Editora Companhia das Letrinhas

O livro Amoras, do rapper Emicida, nos conta com afeto e sonoridade sobre a importância de nos reconhecermos no mundo e nos orgulharmos do que somos.

O autor canta: “Que a doçura das frutinhas sabor acalanto/ Fez a criança sozinha alcançar a conclusão/ Papai que bom, porque eu sou pretinha também”.

E é a partir de uma música da sua autoria que Emicida nos fala sobre a importância da representatividade negra na infância.

Como devemos nos aproximar do olhar puro das crianças para enxergar a vida sem preconceito e discriminação. Um obra extremamente importante para uma sociedade tão plural quanto a nossa.

4 – Tapajós

Capa de Tapajós, livro de Fernando Vilela, editora Brinque-book

Nesta obra de Fernando Vilela, acompanhamos o cotidiano de Cauã e Inaê, crianças que vivem em um vilarejo às margens do rio Tapajós.

O autor nos apresenta a realidade dos pequenos, que moram em uma casa de palafitas, em um local pela estação das chuvas, quando eles têm de se mudar de casa.

Da mesma forma, aborda a questão da relação do ser humano com a natureza, com os rios e com a vida próxima de regiões como a de Cauã e Inaê.

O autor nos apresenta de forma sensível, a realidade das crianças que vivem em regiões longínquas do Brasil e mostrando o universo da infância longe dos grandes centros.

5 – Histórias da Preta

Histórias da Preta da autora Heloisa Pires Lima, editora Companhia das Letrinhas

Heloisa Pires Lima nos apresenta a história da “Preta”, uma menina que adora ouvir as histórias que sua tia conta.

E assim vai viajando com tudo que a tia ouviu, viveu e imaginou. São histórias dos povos da África, de menino japonês, de menina transparente. Diferentes histórias que falam histórias sobre as diferenças raciais entre os seres humanos.

Uma obra que permite que a criança se entenda como parte de uma diversidade de pessoas e povos, cada um do seu jeito, cada um com suas particularidades.

Preta nos conta ainda histórias de um povo africano que veio para o Brasil como escravo, que sofreu, mas construiu aqui um novo lar.

Um livro sobre a importância de preservar as histórias para que perca a memória e identidade.

6- Uma mente diferente

Uma mente diferente da autora Natasha Meschiatti, editora Martins Fontes Paulista

Este livro escrito por Natasha Meschiatti, e ilustrado por Thassiel Melo, busca desmistificar e esclarecer como funciona a mente de uma criança no espectro autista e, assim, tornar muito mais fácil para as demais crianças compreendê-la e se tornarem verdadeiros amigos.

Ele fala da história de um menino alegre e amoroso, que adora socializar, mas tem muita dificuldade em se comunicar e manter sua mente calma.

Durante a história, o menino vai mostrando às demais crianças que pode ser fácil conviver com crianças especiais, derrubando barreiras que impedem a inclusão de muitas crianças autistas no seu meio social.

7 – Uniforme

Uniforme de Tino Freitas e Renato Moriconi, editora Gato Leitor

Este livro de Tino Freitas e Renato Moriconi nos fala de forma poética sobre a construção da identidade.

Clóvis é um camaleão que quer estar em harmonia com seu ambiente, buscando sempre se adaptar.

Enquanto, nos divertimos procurando ele em cada página, acompanhamos o personagem em busca da construção da sua identidade.

Uma deliciosa aventura por ilustrações e diálogos que nos ajudam a compreender como nossas características únicas nos trazem a verdadeira liberdade.

8 – As cores no mundo de Lúcia

As Cores no Mundo de Lúcia, autor Jorge Fernando dos Santos, Paulus Editora

O autor Jorge Fernando dos Santos nos apresenta neste livro a história de Lúcia,
uma menina muito inteligente que adora brincar.

De uma forma singela, esta obra nos apresenta o mundo de uma garota com deficiência visual que descobre uma maneira divertida de perceber as cores que estão a sua volta, usando como ninguém a audição, o olfato, o paladar e o tato.

Um livro sensível e necessário que traz para nossa crianças a necessidade de compreender e acolher os pequenos portadores de deficiência.

O que achou da nossa seleção de livros infantis sobre inclusão e diversidade? Já leu algum destes com o seu filho? Conta para a gente!

Gostou deste artigo e quer saber mais sobre a Casa poppis? Clique aqui e continue nos acompanhando também pelas nossas redes sociais.

Você também pode gostar

Novo Quintal inaugurado!

Ontem tivemos a alegria de inaugurar mais um Quintal Brincante Casa Poppis, desta vez no bairro São Braz, em Curitiba! 🎉 Gostaríamos de expressar nossa profunda gratidão a toda diretoria

Raízes e Asas: novo programa para Pais e bebês!

O programa “Raízes e Asas” oferece uma abordagem heurística e integrativa para o desenvolvimento dos bebês a partir de 6 meses de idade, por meio de estimulação sensorial, psicomotora e

plugins premium WordPress